sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Ando

Ando meio sem graça
meio sem jeito
meio mais ou menos
uns dias para mais
outros para menos

Ando meio parando
quando paro
volto a andar
meio que sem lugar
para estacionar

Ando meio de saco cheio
de tanto balançar
sem ter vontade de ligar
mas esperando
o telefone chamar

Ando sem ter para onde ir
mas com vontade de chegar
talvez apenas para caminhar
conhecer pessoas, cheiros, sentidos
e tentar outro lugar

Ando mesmo indeciso
entre o tédio e o sorriso
entre o céu e o abismo
talvez aprendendo a voar
entre eles possa passear

7 comentários:

Helena disse...

me sinto assim as vezes também...

Laura disse...

que belas palavras!

Lore disse...

Bora surfar!

Luis Paulo disse...

me fez refletir...

Mariana disse...

Adorei este poema! lindo mesmo!

Adriana disse...

interessante indecisão. Seria tão ruim se tudo fosse certo e fácil... que bom que temos a oportunidade de escolher, mesmo não sabendo o que queremos. Não achas? Abraços. Adri

Lugar vazio disse...

eu ando assim...